Bioquímica da Nutrição

Por uma Alimentação Saudável

Vegetarianismo: significado e um pouco de sua história.

A definição mais adotada para o vegetarianismo é: regime alimentar segundo o qual nada que implique sacrifício de vidas animais deve servir à alimentação. Vegetarianos não consomem carne de qualquer tipo, mas podem incorporar em sua dieta alguns derivados de origem animal, como leite, laticínios e ovos. Existem diferentes tipos de dietas vegetarianas, que apresentam restrições específicas. Essas dietas ainda serão exploradas mais tarde, contudo, podemos citar as mais comuns. As dietas VEG podem ser classificadas em: ovolactovegetariana, na qual estão presentes ovos, leite e laticínios; lactovegetariana, que inclui leite e derivados; e vegetariana estrita, em que são excluídos quaisquer produtos de origem animal.
A origem etimológica da palavra vem do latim "vegetus", que significa íntegro, são, fresco, vivaz. Realmente, as dietas VEG podem ser saudáveis e apresentar diversos benefícios se corretamente planejadas; muitas pesquisas realizadas indicam sua importância na prevenção e tratamento de doenças. Contudo, dietas vegetarianas mal balanceadas, assim como as dietas comuns, podem acarretar problemas de saúde. As patologias relacionadas à nutrição mais comuns na atualidade são obesidade, diabetes, pressão e colesterol altos, entre outras. Sobre o vegetarianismo, o que mais se ouve falar na mídia relaciona-se com déficit protéico, vitamínico ou de sais minerais. Todos esses fatores de risco, assim como as vantagens das dietas VEG, serão abordados em breve.
As dietas vegetarianas, embora muito enfocadas no mundo contemporâneo, datam de mais de 5000 anos, pois estes princípios já estavam delineados nos Vedas, as escrituras mais antigas da humanidade, seguidas pelos hindus. No budismo, o vegetarianismo também é seguido, devido ao princípio da não-violência e ao respeito a toda forma de vida. Esta dieta, conjugada com outros hábitos e atitudes, foi muitas vezes associada à purificação do corpo e da alma e é a base da medicina milenar indiana, a Ayurveda, que influenciou no desenvolvimento da medicina tradicional chinesa, árabe e greco-romana, até chegar às ciências da saúde de hoje. Atualmente, o vegetarianismo também é praticado em consideração aos direitos dos animais e à proteção do planeta e do meio ambiente, além do intuito de experimentar uma alimentação alternativa e mais equilibrada.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Vegetarianismo

Figuras:

http://maluvfx.wordpress.com/2007/11/09/vegetarianismo/

http://ayurvedayogamahadevi.blogspot.com/
Postado por Rafael Mendes.

2 comentários:

Raissa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Raissa disse...

Muito interessante! Sou vegetariana há muitos anos e acredito que consigo manter uma alimentação saudável, equilibrada, variada e saborosa, colocando também em prática a não-violência e o respeito à natureza e à vida! Valeu Rafa! =P

Postar um comentário

ad
0 galinhas
0 perus
0 patos
0 porcos
0 bois e vacas
0 ovelhas
0 coelhos
0

Número de animais mortos no mundo pela indústria da carne, leite e ovos, desde que você abriu esta página. Esse contador não inclui animais marinhos, porque esses números são imensuráveis.

Bem Vindo ao Blog

Somos alunos do primeiro semestre de medicina da Unb cursando a matéria Bioquímica e Biofísica. Esse blog faz parte de uma série de outros, todos relacionados a bioquímica, mas com outros temas. Bioquímica da Nutrição é o nosso e pretendemos trazer novidades de forma leve e interessante.
Bon Apetit!